K21 Maresias – Minha primeira vez nas pirambas

Sempre achei loucura quem fizesse essas provas off road, seja ela qual for. Tênis especial, alimentação, mochila de hidratação, repelente, entre outras coisas necessárias para sobreviver mais de 3h nas pirambas, mas nunca descartei a possibilidade de conhecer essa modalidade.


A insistência das amigas que já eram “pirambeiras” foi tanta que resolvi ver qual era. Escolheram logo uma das mais difíceis: K21 Maresias, que ocorreu no sábado dia 16/07. O lado bom é que tinha 5k, 10k e 21k e, é claro, que eu escolhi a menor, vai que eu não goste da coisa?!

Cheguei na sexta à noite, participei do congresso e a cada informação que era passada, eu pensava: “o que estou fazendo aqui?”, mas estava bem animada porque eu não estaria sozinha: a Filha e a mãe da Patri, minha parça de Disney, também fariam 5K.


Acordei super cedo, que nem era necessário, pois minha largada era às 9h40, e quem disse que eu dormia? A pousada, desde cedinho, fervilhava de burburinhos e não tinha como ficar deitada.

Encontrei as meninas, tomamos café e chegamos ao ponto de encontro pré largada. Lá, também encontramos uma galera conhecida, trocamos ideias, fotos e expectativas.


Às 9h,aconteceu a largada dos 21K. Foi muito bacana a energia e a concentração dessa galera. Fiquei bem impressionada.

Chamaram os atletas dos 5 e 10k para se posicionarem a 15 minutos da largada, solicitando quem corresse para tempo ou para pódio que ficassem na frente e quem estava ali para se divertir, observar a paisagem, ficassem atrás. E pontualmente, foi dada a largada.


Na areia fofa, lá fomos nós por quase 800m. Como é difícil correr na areia! Mas achei prudente acompanhar a Filó nessa parte da prova, já que ela tinha mais experiência que eu.

O próximo trecho passava por um riacho, que ficava no joelho. Tinha duas pessoas ajudando a passar por essa parte. Em seguida, a primeira subida. Não era tão íngreme, mas suficiente para muitas pessoas caminharem. Já dava para ter uma ideia das paisagens que me esperavam.

Foto: Fotop

Logo, houve um trecho que ficamos praticamente parados, pois era uma descida que precisava de ajuda das pessoas e de uma corda. Depois consegui correr um pouco. Mas a atenção nesse tipo de prova é fundamental! Além do tênis adequado. Não é frescura! O que tinha gente escorregando nas folhas e no barro não foi pouco. Ainda bem que a Ju me emprestou o dela! 🙏

Fotos: Fotop

Depois houve um trecho em que percorríamos o perímetro urbano. Fiquei mais feliz! Ali era minha área 😂 Consegui desenvolver uma boa velocidade até chegar no posto de hidratação e havia mais um trecho de areia. O lugar é lindo demais! Ali, também havia a divisão de quem ia para os 5 e para os 10k.

Segui em frente e logo dei de cara com um paredão para subir.Tinha uma corda para auxiliar a subida, mas preferi usar os galhos e troncos por me dar mais estabilidade. Depois dessa subida, um visual incrível da praia. Já estava acabando 😕 Quando me deparei novamente com o mesmo riacho do começo da prova, o mesmo trecho de areia que estava muito mais fofa e difícil, avistei o pórtico de chegada e avisei o Régis que estava chegando e fiquei muito feliz em vê-lo na minha chegada com um sorriso e o celular em mãos!


Um adendo: a única prova que ele esteve na minha chegada, nesses quase 6 anos de corrida, foi na Maratona da Disney. Imagina minha emoção em poder contar com o sorriso dele nessas provas duras.

Cheguei muito feliz, sem dores e com vontade de fazer mais. Maaaaas, vamos deixar essa história pra outro momento.


Outra coisa muito bacana em se fazer nesse tipo de prova é ver a chegada das pessoas. A emoção de completar uma prova dessa é incrível. Pude ver a campeã dos 21K, Renata Castro, chegar sorrindo e ainda ir buscar seus companheiros numa vitalidade sensacional. E minha amiga Andressa, mesmo cansada, foi uma guerreira e chegar com ela foi emocionante! E outras tantas histórias pessoais que serão contadas por aí!

Eu com a Renata e a chegada da Dre

Recomendo sim, que se faça uma prova dessas para ver o quanto somos fortes, fisicamente e psicologicamente, para ver paisagens lindíssimas num ângulo sensacional e acreditar que podemos ir além sempre!

Beijos 😘

Mi @micheleberaldi/@gatasnapixta

Anúncios

Um comentário sobre “K21 Maresias – Minha primeira vez nas pirambas

  1. Pingback: Mais k21 Maresias | Gatas Na Pixta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s