24a. Maratona de Revezamento Pão de Açúcar 

A convite das meninas do Corre Mulherada, eu e a Lidi fomos participar dessa prova tão tradicional aqui em SP. Formamos um octeto muito animado: além da Ju Vargas e a Aline, tivemos os amigos delas, Julia e Thiago e duas corredoras feras, amigas da Katia Manoel, a Di e a Fabi, que foram umas fofas em aceitar o convite após as baixas no nosso grupo.


Particularmente, eu sempre quis correr nessa prova. Por ser a porta de entrada de muitos corredores, clima muito bacana, de confraternização entre todo tipo de corredor, queria ver como funcionava aquele mar de gente revezando.

Para quem não sabe, o revezamento é composto de três categorias: duplas, quartetos e octetos. Cada um tinha seu próprio local de revezamento muito bem sinalizado: duplas pela cor verde, quartetos pela cor azul e octetos pela cor amarela.
No octeto, as trocas eram feitas por números pares na Rubem Berta e os números ímpares dentro do Parque do Ibirapuera, próximo ao lago.


A Ju largou no primeiro trecho composto de 6k, depois a Aline, eu, Lidiane, Julia, Thiago, Di fizemos por volta de 5k e por fim, Fabi com 4K e um pouquinho.

A Ju e a Aline tiveram um pouco mais de sorte, porque o sol não havia saído com força. Eu peguei o início do calor e o restante do nosso octeto correu com temperaturas por volta de 30 graus. 😨


No trecho ímpar, o qual eu corri, saía do Parque do Ibirapuera e ia sentido Rubem Berta. Para quem está acostumado correr por ali, o sentido estava inverso das outras provas já realizadas. Duas subidinhas doloridas e o acesso à área de revezamento também era em uma subida 😱 Tipo, pra matar quem já estava morto. Mas vou dizer, a organização do revezamento foi ótima! Cada grupo tinha um portão diferente para as trocas facilitando a vida de todo mundo. Era um misto de Felicidade e dever cumprido! Foi uma delicia! Só o ruim foi esperar no sol ☀️ que castigou espectadores e corredores.

O trecho par, começava em uma leve descida o que dava aquela falsa impressão que seria fácil!!! Que nada!!! O sol já mostrava sua cara e o calor forte fazia com que vários corredores sentissem o cansaço e começasse a caminhar. Fui tranquila, até porque tinha voltado de viagem naquela madrugada. O trecho tinha duas subidinhas e a passagem da pulseira para o próximo corredor da equipe acontecia dentro do parque. Tudo ocorreu muito tranquilo e a organização sinalizou muito bem, tanto que eu que nunca tinha participado de uma corrida de revezamento não encontrei problemas.

Lidi

Ao terminar a prova, os corredores receberam um isotônico e um Nescau geladinho ao entregar a filipeta contida no número de peito.

As medalhas do grupo foram entregues para o último integrante do grupo, no Parque do Ibirapuera.


Minha impressão dessa prova foi ótima! Revezamento muito organizado, clima muito bacana entre as pessoas, mas já aprendi que tem que levar o que comer enquanto espera sua hora, principalmente se vc for um dos últimos. Porque correr debaixo do sol e sem comer, não é uma boa combinação, não é?!


Espero que, no ano que vem, eu consiga voltar nessa prova com muito mais energia e força! E nossos agradecimentos as meninas do Corre Mulherada e a Katia pela ajuda.
Um beijo 😘

Michele

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s